Coisas da Vida

Ah, como dói…

Outro dia vi um vídeo que falava sobre as piores dores que um ser humano podia sentir, e, uma das piores era a do parto. E, realmente, é uma dor horrível. Mas, pode ter certeza que não se supera a dor da perda do melhor amigo. Essa, com certeza é a mais dolorosa que podemos sentir, porque é na alma. A dor do parto, dói demais, sim, mas é uma dor momentânea. Assim que o bebê sai, da um alívio no mesmo instante e parece que não havia dor nenhuma, e logo se segue por um momento de felicidade de poder carregar o bebê. Agora, perder o melhor amigo, dói de um jeito que pode ser que nunca passe. Vai diminuir com o tempo, mas passar? Não vai!

Vai doer toda vez que chegar em casa e não ser recepcionado com tanta felicidade, mesmo que tenha ido apenas até a padaria e voltado. Vai doer todos os dias que estiver triste e não ter aquele olhar sincero de “calma, amigo! Estou aqui com você!”. Vai doer sempre que você for comer e perceber que não tem mais aquele serzinho que ficava embaixo da mesa só esperando cair um pedaço da sua comida. Vai doer quando você olhar pra aquele canto em que ficava a caminha e ver que ficou apenas um vazio. Vai doer, porque tudo vai lembrar do seu amigo e você vai se dar conta de que ele não vai mais voltar. E o pior, é que não é uma dor física que pode se curar com remédio ou uma pomada. Não, é uma dor no coração. Afinal, ele era mais do que especial na sua vida, era seu maior confidente, seu melhor amigo que estava ao seu lado em todos os momentos, sejam bons ou ruins. Te via sorrir, te via chorar, e mesmo assim, ele não ligava se você não estava afim de conversar, ele simplesmente, ficava ali do seu lado custe o que custar, sem ao menos você pedir.

Porquê eles não são eternos? Seres que parecem indefesos, mas que conseguem se defender com unhas e dentes, além de defenderem seus donos também. Eles são melhores que tantos seres humanos por aí. O único defeito é partirem tão cedo, deixando um vazio e a saudade em nossos corações.

“Aí, mas que exagero, era só um cachorro. Compra outro que tá tudo certo!”

Não era APENAS um cachorro. Era O cachorro, o melhor e mais companheiro cachorro que já existiu. Era tão bonzinho com todo mundo, era carinhoso, não tinha preferência, a menos que alguém estivesse com comida, aí ele iria atrás sem nem pensar duas vezes. Mas, logo voltava a dar atenção para todos. Já disse que era o melhor companheiro? Porque era mesmo!

A saudade é grande, pode diminuir com o tempo, mas vai ficar pra sempre! O que podemos fazer é agradecer por todos os lindos momentos juntos. Agradecer por ter feito nossa família muito feliz!

Não da para substituir, será sempre o melhor e mais incrível amigo que já passou pela minha vida! ❤️

3 comentários em “Ah, como dói…

  1. Você expressou exatamente o sentimento da perda de um grande e especial amigo.
    O “cão” eu aprendi a amar e sinto tanto…tanto… porém, sei que dos nossos corações ele jamais sairá. Ele foi único e será para sempre ESPECIAL.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s