Contos

Conto: Se contar, vai parecer mentira!

Olha ela ali sorrindo,
Como se tivesse ganhado na Mega Sena.
Porém, ninguém imagina a dor
Que ela sente no seu coração.
Não chegou nem nos trinta anos,
Mas já passou por tanta coisa,
Que se contar vai parecer mentira.
Passou a maior parte de sua infância,
Brincando sozinha.
Afinal, era a única menina da casa.

Na escola, sofreu bullying que acabou com ela.
Se sentiu totalmente menosprezada,
Mas ninguém entendia pelo que estava passando.
Afinal, as outras crianças só estavam brincando.
Porém, as marcas no seu coração, não saíram até hoje.
Cresceu, mudou de escola.
Mas nada mudou.
O medo de passar por tudo novamente, a consumia.
Não acreditava em mais ninguém,
Não confiava em mais ninguém.
O tempo foi passando,
E a cada dia se sentia sozinha,
Por sempre ficar apavorada perto das pessoas.
Por fora, ela sorria.
Por dentro, o desespero aparecia.

Sofreu abuso na adolescência,
Nunca contou para ninguém.
Afinal, quem iria acreditar em uma garota de 14 anos?
Sofre calada até hoje por conta disso.
Não consegue chegar perto da pessoa,
Que causou uma ferida enorme em sua vida,
Principalmente na sua mente.
Sofre com ansiedade,
Já pensou diversas vezes,
Em tirar sua própria vida.
Tem ataques de pânico,
Fica sem ar e com o peito doendo tanto.
Mas por fora, continua sorrindo como se nada fosse.
Já por dentro, começa a tremer de desespero e medo.

Mesmo no começo de sua fase adulta,
Partiram seu coração.
Achou que nunca mais fosse se recuperar.
Se enganou, deu a volta por cima
E se levantou da queda.
Porém, a cada ano que passa,
Sempre tem alguém que continua partindo seu coração.
Dessa vez em formas de amizade.
Seu medo das pessoas volta a aparecer.
Já foi abandonada,
Por alguém que nunca imaginou que fosse deixá-la.
Doeu, doeu muito, ainda dói.
Tem noites que se pega chorando,
Por pensar que fez algo de errado para isso tudo acontecer.
Quando acorda, volta com o sorriso.
À medida que ninguém mais está vendo,
Volta a chorar.

Nem tudo é tão horrível na vida dela,
É verdade!
Ela ama e é amada.
Tem um porto seguro,
Para acalmá-la nos dias de tormentas.
Mas ainda não se sente completa.
Quando estão separados,
A saudade aperta e ela quer acelerar o tempo.
Só para estarem juntos de novo.

Todas as coisas pelas quais passou,
Estão registradas em sua memória.
O medo, a angústia, o pavor.
Tomam conta da sua sanidade mental,
E a faz perder a cabeça.
Não consegue confiar em ninguém.
Por isso tem que viver,
Com seus monstros internos
Ecoando pela sua mente.

Apesar de tudo,
É corajosa,
Por passar por tanta coisa
E mesmo assim continuar de pé.
Sorrindo e mostrando ao mundo,
Que nada pode impedi-la de viver.

Anúncios

2 comentários em “Conto: Se contar, vai parecer mentira!”

  1. Como sempre adorei seu texto, me reportou a duas situações; Vulnerabilidade e resiliência. Poderíamos marcar uma hora para falarmos sobre esses assuntos? Obrigada pela atenção, aguardo sua resposta!
    Abraços!

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s