Contos

Chega de culpá-los.

São nove horas da manhã. Ele já acorda de mal humor, com o telefone de sua casa tocando sem parar:
– Mas que saco!
Levanta, se arrastando pela casa e atende.
– Que é? – pergunta bufando.
– Bom dia, senhor. Tudo bem? Aqui é a Andréa do departamento de RH da FK Consultoria, gostamos muito do seu currículo e gostaríamos de conhecê-lo melhor. Você poderia vir aqui na empresa, amanhã às dez horas da manhã?
– Nossa, tão cedo assim? – responde ele com desdém.
– Desculpe, senhor! Mas as entrevistas são feitas apenas no período da manhã. E esse é o único horário disponível.
– Ok!
– Te aguardamos então. Muito obrigada pela sua atenção! Tenha um ótimo dia. Até amanhã!
Ele desliga o telefone, vira os olhos e já começa a reclamar para si mesmo:
– Quem em sã consciência liga para a casa dos outros tão cedo assim? Pelo amor de deus.
O dia vai passando, e ele ainda está de pijama. Não fez almoço, pediu comida pelo aplicativo mesmo, afinal.. Já tinha louça na pia do dia anterior, quem iria lavar tanta coisa assim, não é mesmo?
Faz uma hora desde que ele pediu a comida: “meu Deus, esse FDP deve tá comendo minha comida. Que demora!”. Passa uns cinco minutos e o motoboy chega, ele desce para buscar:
– Desculpe pela demora, senhor! Estava com muito trânsito para vir – se explica o motorista.
– Sei. É sempre a mesma história. A culpa é do restaurante que demora demais pra atender os pedidos. – resmunga o homem, pega sua comida e vai em direção ao seu apartamento. Mesmo assim continua – essas pessoas não tem consideração nenhuma com seus clientes, esse país tá um lixo. Pelo amor de deus!
As horas vão passando e já vai dar sete horas da noite. Ele não fez absolutamente nada o dia inteiro, fingiu procurar emprego, mas ficou assistindo vídeos no Youtube (só tragédia) e, jogando no computador.
Quando dá sete e quinze, seu filho chega. O homem para de jogar, abre a página da empresa de trabalhos e finge que está procurando algo. O menino vai falar “oi” para o pai, mas o pai fala oi e o olha com cara feia:
– Esses sites não servem pra nada. Nunca contrata ninguém, é tudo enganação.
O menino já está de saco cheio das reclamações do pai, apenas concorda e vai para a cozinha beber água. O pai vai atrás dele, olha para a pia cheia de coisa e fala:
– Pelo amor de deus, Lucas. Faça alguma coisa por essa casa. Olha essa pia cheia de panela que você deixou ontem à noite – aponta para a pia, e continua – parece que eu faço tudo sozinho nessa casa. Você não tem o mínimo de consideração por mim e por tudo o que faço por você. Precisa criar mais responsabilidade, já é um adulto.
E sai da cozinha ainda falando sem parar. Toma um banho, fica uma meia hora no celular e volta para a cozinha. Quando chega, vê a pia lavada e o jantar pronto. Enquanto isso, Lucas está jantando em seu quarto, assistindo televisão. Seu pai vai atrás dele e começa:
– Fez comida só pra você? Não tem mais jantar em família nessa casa. Culpa da sua mãe que te mimou do jeito errado. Graças a deus que ela saiu dessa casa, aquela vaca!
Lucas então perde a paciência e começou a falar tudo o que tinha vontade:
– CHEGA! Chega de só reclamar de tudo. Chega de colocar a culpa nos outros em tudo o que acontece na sua vida. Chega, você mesmo está afastando todo mundo com essa sua chatice, com suas reclamações de absolutamente tudo. Não percebe o quanto isso é chato? (..)
– Você não fala assim comigo, moleque!
– Falo sim. Sabe por que? Cheguei cansado do trabalho e você já veio com patada. Sabe por que a louça estava na pia de ontem? Porque EU fiz o jantar, coisa que você é incapaz de fazer. Deixei na pia pois estava muito cansado, precisava dormir logo após comer. Mas nem isso você faz, ficou o dia inteiro fazendo nada, porque tomou banho e colocou a mesma roupa de antes, teve nem a cara de pau de se trocar. E daí que fica em casa o dia inteiro? Se troca, para de parecer um encostado – ele faz uma pausa para respirar – tem dias que eu só quero chegar em casa e estudar um pouco, mas não consigo. Sabia que o clima perto de você é muito pesado? Você carrega uma energia muito negativa com você e isso cai sobre os outros. E sinceramente, não quero isso perto de mim, é por isso que prefiro me manter distante, prefiro não te contar o que acontece no meu dia ou minhas ideias, pra não me influenciar negativamente. Energia é algo muito forte..
– Para de falar bobagem, menino! Não existe isso. Você é assim, porque é irresponsável!
– Você me culpa pelos seus fracassos. Culpa minha mãe por ter ido embora de casa. Você se faz de vítima em 99,9% dos casos. Você culpa a crise. Culpa o governo de tudo. Já parou um minuto pra pensar, que você tem muito mais culpa? Porque quem faz as escolhas de sua vida, é completamente, você. Pare um pouco de culpar o próximo e começa a pensar no que faria de diferente para mudar a solução. Faça isso por uma semana pelo menos, e você vai ver como é melhor. Pare um pouco de se fazer de vítima e começa a pensar que você é um vencedor e que vai conseguir as coisas que deseja. Faz isso, só to querendo te ajudar a não ficar doente, pai. Pare um pouco de querer justificar os seus erros e aprende com eles, aprende a ser uma pessoa melhor e a não errar de novo. Pare de querer julgar todos à sua volta, você não faz ideia de como é a vida dessas pessoas, mas sabe como é a sua, e julgue à você mesmo em tudo o que achar errado!
O homem para um pouco e seus olhos se enchem de lágrimas.
– Você é um homem bom, pai. Só precisa olhar mais para si mesmo e querer mudar essas suas atitudes. Desse jeito, ninguém aguenta ficar perto de você, juro! Se valorize mais, pense no que você pode fazer para mudar isso, não os outros. Apenas você!
Ele abraça o pai, não fala mais nada. Pois sabe que está certo e só quer ajudar!


O que devemos aprender com a vida, é que jamais devemos ficar o tempo inteiro culpando os outros. Temos que assumir nossas responsabilidades e perceber que nós mesmos que trilhamos nosso caminho. Se estamos onde estamos hoje, é por escolha nossa. Se estamos com dívidas, é por consequência de nossos atos no passado de ficar acumulando as contas sem pagar. Se não conseguimos emprego, temos que parar e pensar: “o que devo fazer para melhorar?” e não apenas culpar a crise, culpar os outros que não tem coração e não contratam. Devemos olhar para nós mesmos e se perguntar “estou onde queria estar?”, não? Então o que devo fazer para mudar isso? Devo estudar outra coisa? Devo me esforçar mais? A internet está ai para isso, com tanto material gratuito, basta querer.
Não importa se você tem 20, 30, 50 ou 70 anos. Sempre tem como melhorar e ser mais feliz. SEMPRE! Basta querer de verdade!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s