Sem categoria

Será que não existe amor?

–  Eai, cara! Quanto tempo. Como você está?
– Ah, indo e você?
– Sussa. Indo pra onde? Porque? O que houve?
– To chateado, mano. Perdi a mulher da minha vida, com isso perdi o rumo das coisas. Tá foda!
– Ah, para. Tem tanta mulher por aí. E vai ficar chorando por causa de uma? Para de ser mulherzinha, cara. Sai dessa. Vamos marcar de sair e te apresento várias minas gata.
– Não é essa a questão. Acha que amar é coisa só de mulher? Você já amou alguém antes?
– Eu não. Amar? Não existe isso de amor, não. Mulher só quer saber de mandar na gente, só sabe reclamar. Tô fora disso tudo.
– É porque você não encontrou aquela que mudará sua vida. É a melhor coisa, te juro.
– Ué, se ela era a mulher da sua vida. Então porque diz que “perdeu”?
– Por erro meu. Não dei todo o valor que ela merecia. Ela tentou me mostrar isso com o tempo, mas eu não enxergava. E ela acabou desistindo. Eu a magoei tanto e só fui perceber isso tarde demais.
– Como assim?
– Sabe, às vezes eu achava que ela era grudenta, que não me largava, que só queria encher o saco. Chegava cansado do trabalho, só queria dormir e ela ficava o tempo inteiro me mandando mensagem. Mas ela só queria aproveitar o pouco tempo que tínhamos juntos, já que nos víamos tão pouco.
– Só isso? Ela parecia ser um pé no saco, hein…
– Não era só isso.. Quando ela se sentia sozinha, tentava me ligar pra conversar. Mas eu fingia que não via e não atendia, estava cansado, não estava afim de falar. Mas ela só queria desabafar, porque se sentia segura comigo. Ela fazia de tudo pra me ver feliz, cara, mesmo que eu não fosse o melhor namorado do mundo. Ela planejava o fim de semana, me chamava pra ir no meu restaurante preferido. Me dava presentes sem ao menos ser meu aniversário ou alguma data especial, só porque eu havia comentado que estava precisando.
– Nossa, realmente não é qualquer mina que faz isso. As que eu conheço só querem saber de dinheiro ou de sair nas custas dos homens. Acho que você está inventando, mulher assim não existe.
– Pior que existe e era minha. Eu a deixei tanto sozinha, que ela preferiu realmente ficar sozinha do que ao meu lado. Me preocupei e me estressei tanto com o trabalho, que me esqueci de cuidar dela. Esqueci de ver o quão maravilhosa ela é e o quanto eu poderia ser feliz ao lado dela.
– Eita! Então tenta conversar com ela. Fala que você se arrepende e que vai fazer tudo diferente dessa vez.
– Pois é. Hoje me arrependo tanto. Mas é tarde demais. Ela precisa de alguém que dê o valor que ela merece e, que não seja o babaca que eu fui.
– Foda, cara. Mas relaxa, logo você encontra outra.
– Não como ela.
– Ainda acho que você está sonhando. Mas então, vamos marcar aquele rolê?

Anúncios

Um comentário em “Será que não existe amor?”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s